Na última semana aconteceu o RD Summit 2016, evento voltado para o mercado de marketing digital e que é organizado pela Resultados Digitais. O evento marcou de vez inbound marketing no Brasil, com a participação de mais de 5.000 profissionais autônomos, agencias e empresas de todo o Brasil.

Fui com uma missão clara: aprender mais sobre o processo de vendas. Foi minha primeira vez no evento, e os pontos mais legais das palestras sobre processo de vendas que puder participar registrei nestes post que compartilho com vocês. 

1- Ricardo Amorim

Começar com Ricardo Amorim no RD Summit 2016 foi uma injeção de ânimo em qualquer empreendedor. O Ricardo mostrou um pouco da historia econômica recente no Brasil e qual o papel do empreendedor no futuro da economia brasileira.

Independente a situação política atual, sim, temos um projeção animadora para a economia para os próximos meses. O recado mais bacana é que só depende de nós para fazer acontecer a mudança.

O Ricardo Amorim fez um post a respeito da sua apresentação. Você pode conferir neste link.

2- Avanish Sahai

Avanish Sahai é SVP of Alliances & Channels da Inside Sales, empresa americana focada em oferecer soluções para aumentar a performance de times de vendas. Segundo Avanish, processos de inside sales crescem 5% ao ano nos Estados Unidos e 67% do processo da jornada de compra é digital.

O ponto principal da sua apresentação foi focar no processo de definição do perfil ideal do cliente. Este estudo de personas, com definições claras de perfil e interesse, faz com que a chances de fechamento seja 10x maior quando o time de vendas recebe prospects melhor qualificados.

Outro ponto interessante tratado por Avanish foi sobre o “caminho do poder”. Dentro de uma estratégia de inbound marketing, definimos nosso perfil decisor ideal, mas quais são os outros influenciadores que podem questionar o projeto? Neste aspecto vale a reflexão sobre como tratar as objeções dos influenciadores que pela influência podem colocar uma proposta em risco.

3- Guilherme Lopes

Ninguém melhor para falar de churn do que Guilherme Lopes. Guilherme é sócio-fundador da Resultados Digitais e responsável pela área de sucesso de cliente.

Sua principal contribuição foi que as empresas devem focar na sáude do cliente. Projetos de inbound marketing são pautados por métricas e apresentações de números, muitos números. Em alguns casos, os projetos são enormes, e por isso é preciso alinhar as expectativas do cliente e rever o que pode ser feito.

Por isso Guilherme apontou que o importante é focar em um mindset de 3 pontos:

  1. Atuação no foco do problema
  2. Desenvolvimento de um plano de ação
  3. Foco na resolução, não na apresentação de números

4- Ricardo Jordão

De longe, esta foi a melhor palestra para mim. Porque? Primeiro, eu procurava conhecimento sobre vendas e segundo, o Ricardo Jordão é um show man, mas não destes empreendedores de palco que criam uma ilusão de que tudo é lindo, mas de um profissional que trata as objeções da venda e principalmente do abismo que ainda existe entre marketing e vendas.

O ponto principal da discussão estava na qualidade do conteúdo que é produzido e como os projetos de inbound marketing se preparam para atuar de maneira mais incisiva com o time de vendas.

Segundo Ricardo, a dificuldade ainda prevalece na hora de tratar as objeções. É fácil criar milhares de e-books com conteúdo superficial, porém quando este lead avança na jornada de compra, as objeções ainda precisam de uma atenção maior.

Com as empresas não é diferente, pois por incrível que pareça muitas empresas ainda mantém o marketing distante de vendas, enquanto os dois departamentos deveriam estar na mesma sala. E este foi o ponto máximo, pois todos da sala foram questionados se nos projetos de inbound marketing as agências e empresas  tem se empenhado o bastante para fazer com que vendas faça parte do projeto desde o início.

5- Gabriel Costa

Gabriel Costa é Head of Growth na Resultados Digitais e sua palestra envolveu hacks para todas as etapas do funil. Como minha intenção aqui é falar sobre vendas, vou focar no fundo do funil para o insight mais bacana que ele passou nesta etapa: o lead tracking.

O lead tracking é uma função muito bacana que tem a finalidade de mostrar por onde o seu lead está navegando no site. E por que saber onde o lead está naquele momento? Com esta informação é possível automatizar ações que podem direcionar um vendedor a entrar em contato por telefone se o lead estiver na sua página de contato, por exemplo.

Este é um ponto muito importante no processo de vendas, pois  o lead pode estar no topo do fúnil e procurou alguma forma de entrar em contato, o timing do vendedor pode ter uma relevância enorme no fechamento de um projeto ou na venda de um produto/serviço.

Se quiser saber mais sobre lead tracking, sugiro a assistir este webinar. Ou se preferir, pode solicitar ao Gabriel a palestra, neste link.

*RD Summit, imagem de Cassiano Ferraz – fonte: clique aqui

Compartilhe!

Facebook 0
LinkedIn 0
Twitter

Cadastre-se na nossa newsletter:

Após longo período dedicado a propaganda, planejamento e branding como criativo ou como profissional de marketing, criei a DuoHub, uma empresa que acredita que gerar novas conexões é gerar valor para as marcas e conversões através do Inbound Marketing.